Mostrar mensagens com a etiqueta Crédito Habitação. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Crédito Habitação. Mostrar todas as mensagens

16 agosto 2017

Crédito. Juros da taxa fixa cada vez mais perto da taxa variável


O "spread" médio dos novos empréstimos para a compra de casa, em 2016, ficou abaixo dos 2% pela primeira vez em cinco anos. Já a taxa fixa caiu para metade. A diferença encurtou-se, mas a taxa variável continua a dominar. O mercado do crédito à habitação continua a ser dominado pela modalidade de taxa variável. Mas, em 2016, as operações a taxa fixa mais do que duplicaram. Uma evolução que foi acompanhada da redução dos juros.

15 agosto 2017

Famílias liquidam créditos da casa para pedir novos


Foram realizados mais reembolsos, no ano passado. E sete em cada dez serviram para liquidar totalmente o empréstimo. Com as taxas de juro em mínimos históricos, as condições para reembolsar antecipadamente os créditos à habitação são cada vez melhores. Prova disso é que, em 2016, se registaram mais de 85 mil reembolsos antecipados. E, destes, quase 70% foram totais, ou seja, liquidaram completamente o empréstimo. Em alguns casos, com o objectivo de pedir um novo crédito e, deste modo, tirar partido do maior dinamismo do mercado imobiliário e da abertura demonstrada pelas instituições financeiras.

16 julho 2017

Um terço dos portugueses ainda tem casa de férias


A segunda habitação volta a fazer parte do sonho dos portugueses. Mesmo com o agravamento dos impostos, esta é a melhor altura para comprar. Longe vão os tempos em que os portugueses era terem uma casa de férias, ou seja, uma segunda habitação para passar com a família uns fins-de-semana prolongados ou as tradicionais férias de verão. Uma casa junto à praia ou no campo era o ideal e, durante muitas décadas, a região do Algarve foi a preferida dos portugueses. Com a crise tudo mudou. Houve quem vendesse e quem perdesse, o que fez com que a segunda casa deixasse de estar nos planos da maioria das famílias. Contudo, segundo o INE - Instituto Nacional de Estatística um terço dos alojamentos existentes em Portugal são residências secundárias.

07 julho 2017

Crédito à habitação tem novas regras a partir do próximo ano


O Governo fez publicar no dia 23 de junho, em Diário da República, o Decreto-Lei n.º 74-A/2017 que aprova o regime dos contratos de crédito relativos a imóveis, nomeadamente as regras aplicáveis ao crédito a consumidores garantido por hipoteca ou outro direito sobre imóvel. O novo regime entra em vigor a 1 de janeiro de 2018.

18 junho 2017

Bancos emprestam 20 milhões por dia para compra de casa


O crédito à habitação continua a ser o grande motor do financiamento às famílias. Representa mais de metade de todo o dinheiro emprestado pelos bancos, desde o início de 2017, segundo os dados do Banco de Portugal. Foram concedidos quase 20 milhões de euros por dia até Abril para a compra de casa. E trata-se do melhor arranque de ano desde 2010.

17 junho 2017

Quer o melhor crédito à habitação? A DECO ajuda-o a escolher a melhor solução


Os números continuam a baixar. A Euribor segue negativa em todos os períodos. Os spreads (margens de lucro dos bancos no crédito) já estão abaixo dos 2% na generalidade das instituições de crédito. E o arrendamento está longe de ser uma alternativa consistente. Para muitas famílias, ter casa própria continua a ser um sonho de vida. E depois de anos de crise acentuada e de adiamento de projetos de grande envergadura, pode ter chegado a hora de acordar esse sonho. Ou de mudar o seu crédito para outra instituição.

13 junho 2017

Banco CTT baixa spread do crédito à habitação


A oferta inicial dos CTT previa um spread de 1,750% para todos os clientes. O Banco CTT vai descer o spread do crédito à habitação, anunciou o banco dos correios em comunicado. A oferta de crédito habitação foi lançada no início deste ano e foi revista esta segunda-feira, reduzindo o custo global dos empréstimos (TAER) para compra de casa.

22 maio 2017

Bancos estrangeiros entram no negócio das casas


Promotores imobiliários estão a ser sondados por bancos alemães e holandeses, atraídos pelo boom do mercado e spreads mais altos. Bancos europeus, nomeadamente alemães e holandeses, estão a sondar promotores imobiliários em Portugal, oferecendo financiamento para novos projetos, até agora parados por falta de crédito. Os contactos estão a acontecer junto de property advisors, revelou fonte do mercado imobiliário.

26 março 2017

Santander Totta disponibiliza crédito à habitação com spread de 1,15%


O Santander Totta pretende aumentar a presença no crédito à habitação, onde tem uma quota de 20,1%. Com esse objetivo lançou uma nova campanha que assenta na história da marca e se enquadra nos seus valores de apoio às famílias portuguesas.

18 março 2017

Banco CTT e Bankinter com oferta mais competitiva no crédito à habitação


O Banco CTT e o Bankinter têm a oferta mais competitiva no crédito à habitação, de acordo com uma simulação feita pela ComparaJá.pt para a “Vida Económica”. A plataforma tem, agora, disponível um comparador para este tipo de financiamento. Se Banco CTT e Bankinter, seguido do Abanca, têm, de acordo com a ComparaJá.pt, a oferta mais competitiva, no lado oposto da tabela estão Novo Banco, Banco Best e BPI. O diferencial mensal é superior a 68 euros.

15 março 2017

Fazer um crédito à habitação não estava tão barato desde 2003


As taxas de juro que determinam o valor da prestação da casa dos novos créditos estão em níveis mínimos dos últimos 14 anos. Os números divulgados esta terça-feira pelo Banco de Portugal mostram que os juros associados aos novos empréstimos à habitação se situaram em janeiro nos 1,78%. Trata-se do valor mais baixo desde que esta série de dados foi criada (janeiro de 2003). Isto significa que há, pelo menos, 14 anos que fazer um crédito para comprar casa não estava tão barato.

28 fevereiro 2017

CGD dá taxa fixa de 1,9% a sete anos na habitação


O banco estatal está a tentar seduzir clientes para a taxa fixa, numa campanha em vigor até ao final de Março. Esta aposta ocorre num momento em que nunca se fizeram tantos créditos a taxa fixa. O banco estatal tem a decorrer, até ao final de Março, uma campanha onde oferece aos seus clientes crédito a taxa fixa com condições mais vantajosas. A CGD garante uma taxa constante de 1,9% a sete anos, período após o qual o empréstimo passa a ser indexado à Euribor a 12 meses, como um "spread" de 1,75%.

18 fevereiro 2017

Compensa comprar casa com o Banco CTT?


O crédito à habitação do Banco CTT é uma solução competitiva principalmente no que se refere ao spread. No entanto, cobra uma comissão relativa à cobrança da prestação, o que a DECO condena. São 2,08 € por mês que não estão associados a qualquer tipo de serviço.

Comprar casa a crédito. O que escolher? Taxa fixa ou taxa variável?


No momento de comprar casa e de pedir um empréstimo ao banco, convém saber qual a taxa que melhor se ajusta ao orçamento familiar. Os empréstimos para a compra de casa aumentaram 44% em 2016, naquele que é o maior crescimento desde 2010. Só o ano passado foram concedidos 5.790 milhões de euros para crédito à habitação. Segundo os dados divulgados esta semana pelo Banco de Portugal, a concessão de empréstimos para compra de casa representa a principal atividade dos bancos portugueses.

17 fevereiro 2017

Peso da habitação no crédito dispara


A concessão de novo crédito para a compra de casa está a ganhar maior relevância na estratégia dos bancos. Mais de 14% do valor global financiado pelo sector teve como finalidade o crédito à habitação, quatro vezes mais que o valor registado em 2012. Os bancos reforçaram a aposta no crédito à habitação, no último ano. O financiamento para a compra de casa disparou mais de 44%, em 2016, naquele que é o melhor ano desde 2010, com o peso destas operações a disparar mais de 14% do financiamento foi destinado para a habitação, quatro vezes mais que em 2012.

29 janeiro 2017

Banco CTT usa arma do "spread" no crédito


A instituição apenas exige a domiciliação do ordenado, a contratação de um seguro de vida e um seguro para a casa aquando da concessão de crédito para comprar casa. O "spread" é igual para todos os clientes: 1,75%.

18 janeiro 2017

Bankinter dá "spread" de 1,25% acima de 150 mil euros



O Bankinter passa a atribuir um "spread" mínimo de 1,25% e 1,5% consoante o valor do empréstimo solicitado. Em qualquer dos casos, em Espanha, a margem mínima atribuída é de 1,2%. O Bankinter voltou a alterar as condições dos seus créditos à habitação. Agora, só o valor do empréstimo serve para o cálculo do "spread", a margem que se junta ao indexante (Euribor) para calcular os juros a pagar. O "spread" mínimo mantém-se em 1,25% para os empréstimos superiores a 150 mil euros.

09 janeiro 2017

Crédito Agrícola baixa "spread" do crédito à habitação


O banco baixou o seu "spread" mínimo de 1,75% para 1,6%, uma taxa melhor do que a oferecida pela CGD, Novo Banco e BPI. Há mais um banco a baixar o seu "spread" no crédito à habitação. Depois de o BCP ter baixado esta taxa em Dezembro, agora é o Credito Agrícola a reduzir a sua margem de lucro nos empréstimos para comprar casa. O novo "spread" deixa o banco com uma taxa mais atrativa do que o BPI, Novo Banco e CGD.

01 janeiro 2017

Crédito à habitação. As prestações da casa vão aumentar em 2017?


As Euribor deverão manter-se negativas, pelo que as prestações não deverão subir. O ano de 2016 foi de alívio nas prestações do crédito à habitação. Com as taxas Euribor cada vez mais negativas, os custos associados aos empréstimo da casa têm vindo a baixar e, em 2017, deverão tender a estabiIizar. Afastado deverá estar um agravamento destes encargos, a não ser que haja uma mudança significativa na política do BCE, com impacto nas taxas de juro na região do euro.

18 dezembro 2016

Crédito. "Spread" da casa já baixou 16%


O BCP foi o último banco a mexer na taxa cobrada nos créditos à habitação. A instituição liderada por Nuno Amado reduziu o "spread" mínimo para 1,5%, o mesmo cobrado pelo Santander Totta e uma taxa inferior à maioria dos bancos no mercado.