Mostrar mensagens com a etiqueta Alojamento Local. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Alojamento Local. Mostrar todas as mensagens

24 setembro 2017

Feel Porto com projeto ambicioso na gestão de alojamento local


A Feel Porto, empresa responsável pela gestão de imóveis de alojamento local, tem um projeto ambicioso que passa por contribuir para que este mercado seja mais transparente e apresente um crescimento sustentável. Para Rui Lé Costa, CEO, o projeto da Feel Porto não é o de um mero gestor de alojamento local. “Procuramos entrar no início dos projetos, planear todos as fases da obra de renovação dos edifícios, celebrando um contrato de longa duração com o proprietário, de forma a repartirmos os riscos”.

04 agosto 2017

Porto. Galerias Fashion Flats nasce na Baixa num investimento de 2 milhões de euros


A Baixa do Porto vai ter a oferta de alojamento local reforçada com um conjunto alargado de novos apartamentos de tipologias T0 e T2, destinados ao alojamento local, na zona das conhecidas “Galerias”. O projeto Galerias Fashion Flats nasce após um investimento de cerca de 2 milhões de euros, assegurando novos locais de estadia para turistas ou visitantes da Invicta, numa altura em que há cada vez mais procura dado a época alta de Verão.

09 julho 2017

Anúncios de alojamentos sem registo podem dar multa


As plataformas digitais que anunciem alojamento local ou quartos para alugar podem, desde 1 de julho, ser multadas até 32.500 euros se omitirem o registo nacional de turismo do alojamento. Em causa está o novo Regime Jurídico dos Empreendimentos Turísticos, que entrou em vigor. "As plataformas eletrónicas que disponibilizem, divulguem ou comercializem alojamento (...) devem exigir e exibir na plataforma o respetivo número de Registo Nacional de Turismo", define o decreto-lei do Ministério da Economia. Além do Airbnb, estes anúncios surgem em portais como o Sapo Casa ou no portal OLX.

08 julho 2017

Fiscalidade do alojamento local pode conduzir ao aumento da informalidade


A introdução de alterações ao regime fiscal sobre o alojamento local (AL) pode conduzir ao aumento da informalidade. A tributação de mais-valias a quem desafetar o uso de um imóvel do AL levará a que potenciais empresários prefiram operar no mercado informal, avisa a ALEP. As medidas fiscais recentemente anunciadas para o alojamento local, desde logo o aumento da carga tributária a quem desafetar um prédio urbano da atividade de exploração desta atividade, podem conduzir ao aumento da informalidade neste segmento.

05 julho 2017

Homeit é a primeira startup portuguesa a financiar-se em tempo recorde na Seedrs


A Homeit, plataforma portuguesa que permite gerir remotamente unidades de alojamento local, tornou-se na primeira startup portuguesa a financiar-se em tempo recorde. Ao recorrer à Seedrs, a maior plataforma europeia de equity crowdfunding, a startup conseguiu angariar financiamento por parte de investidores em todo o mundo e captou os 250 mil euros pretendidos em apenas quatro dias.

13 junho 2017

Retirar casa do alojamento local pode implicar pagar mais-valias


Juristas e associação ALEP defendem simplificação de regime fiscal que consideram absurdo no que diz respeito às mais-valias. No ano passado, Paulo Castro colocou o seu apartamento no alojamento local (AL) juntando-se aos 8147 registos de AL atualmente existentes em Lisboa. Tal como muitas outras pessoas que se dedicam a esta atividade, desconhecia que arrisca pagar mais-valias sobre a sua casa se um dia destes decidir retirá-la do aluguer a turistas. Mesmo que não haja venda do imóvel.

10 abril 2017

Condomínios não podem impedir alojamento local


Atividade enquadra-se no uso habitacional e não na utilização comercial. Assembleia de condóminos não pode proibir os proprietários da prática do alojamento local. Alojamneto local com enquadramentos tributários diversos.

25 março 2017

Alojamento local. A afirmação de um negócio promissor


A oferta de alojamento local vai muito para além dos centros históricos de Lisboa e Porto, ou até mesmo das grandes cidades. O Alojamento Local (AL) tem vindo a afirmar-se no mercado e, mesmo envolto em alguma polémica, é um negócio que atrai cada vez mais investidores e turistas. Recentemente, a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), em parceria com o ISCTE, a Sítios e com o apoio do Turismo de Portugal, realizou um estudo inédito de caraterização do Alojamento Local (AL) na Área Metropolitana de Lisboa. A principal conclusão é que veio também impulsionar a reabilitação urbana, voltando a trazer para o mercado imóveis que estavam degradados.

07 março 2017

Terá a Assembleia de Condomínio uma palavra a dizer na transformação de uma habitação para alojamento local?


Em voga está a exploração das habitações como alojamento local para turistas, o que trouxe uma inegável regeneração dos centros urbanos e dinamização social. Não obstante, o fenómeno do alojamento local tem dado a conhecer diversos efeitos perversos, diga-se ao nível dos comportamentos “antissociais”, e por isso muitas vezes perturbadores da comunidade condominial.

05 fevereiro 2017

Alojamento Local. Os novos senhorios


O aluguer de curta duração a turistas e o arrendamento a estudantes, fenómenos em explosão nas nossas cidades, trouxeram novos negócios e profissões. Da plataforma eletrónica para agendar limpezas ao anfitrião que entrega as chaves aos turistas, as estórias de uma economia próspera e de quem dela retira o seu ganha-pão.

04 fevereiro 2017

É só o alojamento local que está a aumentar as rendas e o preço das casas em Lisboa?


O negócio do Alojamento Local acelerou a recuperação dos centros históricos, mas tem um efeito perverso: os preços quer das rendas, quer das casas subiram tanto que só mesmo os turistas os podem pagar. Nas freguesias de Lisboa, onde há mais casas para alugar de curta duração a turistas, o valor dos imóveis disparou. Mas o "mau da fita" não é apenas o alojamento local. Há outros “maus 
da fita”. No bairro da Graça, em Lisboa, onde as casas são tradicionalmente pequenas, um T2 de 60 m2, arrendava-se, há três anos, por 500€. Hoje em dia, pedir 700€ pelo mesmo apartamento já não é caso raro.

24 janeiro 2017

Alojamento local. Há quem tenha de esperar 18 anos para ter lucro


Para muitos é visto como a galinha dos ovos de ouro, mas a baixa rentabilidade, em alguns casos, nem sempre compensa os riscos, e há quem nunca recupere o valor investido. O negócio do arrendamento local (AL) parece estar na moda e é apresentado por muitos como a galinha de ovos de ouro. E os números falam por si. De acordo com os últimos dados divulgados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), Portugal foi o segundo país que mais viu o seu turismo contribuir para o produto interno bruto (PIB), cerca de 9%. Mas apesar de parecer uma ideia tentadora, é uma atividade que não compensa para todos.

13 janeiro 2017

Associações lisboetas querem política de controlo do uso da habitação para turismo


Numa carta dirigida ao Governo, os signatários, que incluem a Academia Cidadã, Associação de Inquilinos Lisbonense, Associação de Moradores do Bairro Alto, Colectivo Habita, Associação pelo Património e População de Alfama, Renovar a Mouraria ou o movimento "Quem Vai Poder Morar em Lisboa?", reclamam que morar em Lisboa «é um privilégio de poucos» e «um direito praticamente inacessível às famílias portuguesas», consequente do apoio do Estado ao investimento privado no mercado imobiliário, o que levou a uma «drástica» subida dos preços da habitação.

08 janeiro 2017

A praga do alojamento local


Não, o alojamento local não é uma praga. O título é só para vos chamar a atenção para o tema do pretenso enorme aumento de impostos no alojamento local. Comecemos pelo princípio: o alojamento local é coisa boa. Não apenas tem servido exemplarmente a reabilitação urbana (ou já se esqueceram do ermo desolado que eram as Baixas de Lisboa e Porto?), como preenche um nicho de mercado que ajuda o nosso turismo. Tem consequências menos boas, é certo, mas não há bela sem senão.

13 dezembro 2016

Lisboa classifica alojamento local como "habitação"


O Plano de Director Municipal em Lisboa integra o alojamento local na categoria de habitação. Mais um argumento para a “guerra de condomínios”, depois da falta de acordo dos tribunais neste assunto. O Plano de Director Municipal (PDM) de Lisboa define o alojamento local como habitação. A classificação é contrária à decisão do Tribunal da Relação da mesma cidade, que dá razão aos condomínios no seu poder de bloquear esta actividade.

10 dezembro 2016

Batalha entre habitação e arrendamento turístico chega ao STJ


Juristas sustentam que acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa pode abrir “via verde” para a contestação ao alojamento local. Relação do Porto está dentro do entendimento que tem prevalecido. Dois acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa e do Porto têm interpretações diferentes sobre a legitimidade da prática de arrendamento turístico em prédios destinados a habitação, cabendo agora ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ) decidir que direitos devem prevalecer.

09 dezembro 2016

A guerra do habitacional ao alojamento local

A grande dinamização das viagens aéreas foi, nos últimos anos, dando lugar ao fenómeno do low-cost do alojamento. De repente, o "casco velho" das cidades começou a ganhar oferta de pequenos apartamentos, tendência que se foi alastrando, popularizando e utilizando megas plataformas de divulgação e de comercialização. 

O que tradicionalmente era um canal de cedência de habitação por períodos curtos e entre um círculo limitado de pessoas - amigos, conhecidos, familiares - tornou-se numa indústria de grandes dimensões.

O alojamento local é comércio ou habitação?


Os Tribunais da Relação de Lisboa e Porto não estão de acordo no que respeita aos contornos do alojamento local. Mas as decisões ainda não geraram jurisprudência. O assunto pode só parar no Supremo. São duas decisões em sentido inverso. O Tribunal da Relação (TRL) de Lisboa considera que os condomínios têm poder para bloquear o alojamento local (AL) no prédio, a Relação do Porto descarta este cenário. Os contornos das providencias cautelares são também diferentes.

07 dezembro 2016

The Lisbon Concierge: Um serviço personalizado e diferenciador


The Lisbon Concierge arrancou em maio de 2014, granjeando em pouco tempo um sucesso assinalável, essencialmente pela qualidade dos seus serviços, que se assume como um elemento distintivo da marca. Em entrevista à Revista Business Portugal, Paulo Bastos, co-founder & partner, fala da génese do conceito, dos serviços prestados e dos projetos para o futuro.

Proprietários podem proibir vizinhos de alugar casas a turistas


Acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa valida decisão de assembleia de condóminos de proibir alojamento local, considerando “irrelevante” as autorizações dadas por entidades públicas. Pode uma assembleia de condóminos proibir a afetação de uma ou mais frações de um prédio para arrendamento a turistas? Pode, sustenta o Tribunal da Relação de Lisboa, num acórdão recente que pode levar outros condóminos a travarem a exploração de atividades comerciais em prédios de habitação.